Voca People

28 02 2011

Criatividade…Vozes e humor de um grupo que afirma não pertencer a esta planeta!





5 Minutos de Leitura: Garantir uma óptima eficiência energética é cada vez mais importante

28 02 2011

5 Minutos de Leitura

Terça-feira, 1 de Março de 2011

 

Garantir uma óptima eficiência energética é cada vez mais importante

 

Com a tecnologia actual, conseguimos alcançar uma poupança energética à volta dos 30%. Com as mais variadas soluções existentes no mercado podemos garantir economias energéticas surpreendentes: na indústria e infra-estruturas, cerca de 10 a 20%, nos edifícios de serviços, até 30%, e nos edifícios residenciais, até 40%.

 Seguindo as tendências actuais, o consumo energético em 2050 será o dobro do actual, e, para cumprir com o estabelecido no protocolo de Kyoto, em 2020 as emissões de gases com efeito de estufa deverão ser reduzidos para metade relativamente aos níveis de 1990. São números que nos impelem a agir para atingir estes valores!

            Actualmente, existe uma crescente preocupação com a sustentabilidade e o futuro do planeta. Em todo o mundo, a população está consciente da necessidade de poupar em termos energéticos, controlar a poluição e reduzir as emissões de gases com efeito de estufa para travar as alterarões climáticas. Neste sentido, as diferentes organizações governamentais tanto a nível internacional como nacional, estabeleceram uma série de objectivos e acções concretas dirigidas a diminuir o nível de consumo energético e das emissões de CO2.

 

Luís Hagatong, in Revista Robótica

 

Texto seleccionado pelo Professor Paulo Garrido

 





Eficiência Energética

28 02 2011




5 Minutos de Leitura: A Suíça – Mãe-d’água da Europa

27 02 2011

5 Minutos de Leitura

Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2011

A Suíça – Mãe-d’água da Europa

   

     Na Suíça, indiferente ao curso do tempo, a água corre em milhares de veios, descendo das montanhas para os vales, para as planícies e para os países vizinhos. Partindo da mãe-d’água da Europa, todas as águas correm para os mares europeus: o Reno transporta-as para o Mar do Norte, o Ródano leva-as para o Mediterrâneo, o Ticino, pelo Pó, para o Mar Adriático e o Inn, pelo Danúbio, para o Mar Negro.

     Nas origens da água – nos cumes dos Alpes – pressente-se o oceano como «o outro extremo», como contraste fundamental, pois é aí que reside a sua infância – pequenas nascentes que jorram alegremente das montanhas. Aí, as águas são ainda cristalinas, saltitantes, impetuosas e irreverentes. Os Suíços, à primeira vista, parecem reservados ou inacessíveis – como as suas montanhas – revelando, no entanto, pouco a pouco e num convívio mais íntimo, uma grande vivacidade e abertura a todas as correntes – como as suas águas.

     A Suíça, enquanto mãe-d’água da Europa, trata o seu mais precioso bem com todo o cuidado, tendo desenvolvido ao longo do tempo os seus conhecimentos na área da protecção e aproveitamento das águas. Desta forma tornou-se um parceiro fundamental na medida em que partilha com o mundo inteiro o seu importante «know-how» no domínio da tecnologia hidráulica, da gestão dos recursos hídricos, da ecologia e da protecção das águas.

     Quer pela sua localização central, no seio da Europa, quer pelos inúmeros cursos de água que dela correm em todas as direcções, a Suíça sente-se naturalmente enraizada na Europa. Assim, a aproximação à União Europeia é um objectivo prioritário da política de integração suíça e há muito que este tema está no centro de um intenso debate nacional.

     O longo caminho da Suíça para a Europa assemelha-se aos meandros das águas, entre a nascente isolada e o mar infinito.          

PAVILHÃO DA SUÍÇA

EXPO ’98 LISBOA 22.5 – 30.9.98

Pavilion of Switzerland / Pavillon der Schweiz

Pavillon de la Suisse / Padiglione della Svizzera

Pavigliun de la Svizra

Comissão de Coordenação para a Presença da Suíça no Estrangeiro,

Ministério dos Negócios Estrangeiros da Suíça, CH-3003 Berna

 

Texto seleccionado pelo professor Francisco Carneiro Fernandes





Salto Radical nos Alpes Suíços

27 02 2011




5 Minutos de Leitura

24 02 2011

5 Minutos de Leitura

Sexta-feira, 25 de Fevereiro de 2011

 

LOUVADO SEJA DEUS na natureza,

Mãe gloriosa e bela da Beleza,

E com todas as suas criaturas:

Pelo irmão senhor Sol, o mais bondoso

E glorioso irmão pelas alturas,

O verdadeiro, o belo, que alumia

Criando a pura glória – a luz do dia!

Louvado seja plas irmãs Estrelas,

Pela irmã Lua que derrama o luar,

Belas, claras irmãs silenciosas

E luminosas, e suspensas no ar.

Louvado seja pla irmã Nuvem que há-de

 Dar-nos a fina chuva que consola;

Plo Céu azul e pela Tempestade;

Plo irmão Vento, que rebrame e rola.

Louvado seja pela preciosa,

Bondosa água, irmã útil e bela,

Que brota humilde, é casta e se oferece

A todo o que apetece o gosto dela.

[…]

 

FRANCISCO DE ASSIS (1181/82 – 1226)

in Rosa do Mundo – 2001 Poemas para o Futuro

 

Homenagem de Francisco Carneiro Fernandes, no 830º Aniversário do Nascimento de São Francisco.





5 Minutos de Leitura:É possível gerir uma casa na ponta dos dedos?

24 02 2011

5 Minutos de Leitura

Quinta-Feira, 23 de Fevereiro de 2011

 

 

É POSSÍVEL GERIR UMA CASA COM A PONTA DOS DEDOS?

 

Parece inacreditável mas é real e funciona. As casas inteligentes já não significam apenas cenários futuristas, porque actualmente já é possível automatizar tudo o que desejarmos dentro de uma habitação. Tudo isto é possível com a domótica, que está cada vez mais presente no dia-a-dia das nossas habitações. Conforto, segurança, comunicação e poupança de energia são razões suficientes para optarmos por uma casa inteligente. Norberto Pires, coordenador deste colóquio, explicou que a Domótica “é um exemplo recente da aplicação de equipamentos já usados em automação fabril nas casas e aos quais se associou um inferface com os pessoas.”

Ou seja, a Domótica permite a substituição da parte humana em grande parte das actividades do quotidiano, simplificando a vida das pessoas. Por exemplo, controlar remotamente o aquecimento, os electrodomésticos, o alarme, as fechaduras das portas, quer através de um comando remoto, da Internet ou de um telemóvel, são alguns dos exemplos das potencialidades da automação residencial. E tudo isto pode ser feito através do sofá ou do local de trabalho. Por outro lado, a inteligência artificial está cada vez mais presente na indústria, e Norberto Pires prevê um cenário onde máquinas e pessoas irão falar a mesma linguagem: “as fábricas estão a caminhar para uma situação em que alguns dos colaboradores serão pessoas, e outros serão máquinas. Isto não é ficção cientifíca nem futurologia, esta evolução está próxima de nós.”

Helena Paulino, in Revista Robótica

Texto seleccionado pelo Professor Paulo Garrido